Cursos/Oficinas
Ministrantes

DE TRÊS PONTAS PARA O MUNDO

Nesta série de vídeos para o Movimento Musical Além das Montanhas, o maestro, pianista, compositor e arranjador Wagner Tiso, nos conta como foi a sua trajetória na música até os dias de hoje. Da infância na cidade de Alfenas, onde teve suas primeiras aulas de piano com sua mãe, o seu encontro com o vizinho de rua Milton “Bituca” Nascimento, uma amizade que transcende o tempo, os primeiros bailes no qual se apresentou com 14 anos, a sua banda WBoys do qual Milton ou Wilton fazia parte como crooner, a mudança para Três Pontas e posteriormente para Belo Horizonte, onde começou a ter contato com os músicos da capital num local chamado ponto dos músicos, a ida para o Rio de Janeiro, todos esses movimentos mostram que Wagner Tiso sempre foi onde a música estava. No Rio de Janeiro vai trabalhar como pianista nas boates de Copacabana nos anos sessenta, ali conhece o baterista e amigo Robertinho Silva, com quem trabalha até hoje e outros grandes músicos. A ida para a América onde conheceu e gravou com grandes músicos americanos como Wayne Shorter, não importa em que lugar do mundo estivesse, Wagner Tiso estavar sempre tocando um piano.


Um depoimento riquíssimo de uma pessoa que
desde sempre, carregou a música dentro de si.

Wagner Tiso.jpg

Foto: Divulgação

WAGNER TISO

(Convidado especial - RJ / MG)

 

Wagner Tiso é pianista, compositor, arranjador e maestro.
 

Ao longo de 60 anos de carreira, lançou mais de 30 discos, criou mais de 3 mil arranjos, compos mais de 30 trilhas para cinema, TV e teatro e ganhou mais de 20 prêmios. É um dos mais profícuos arrajadores de orquestra na área popular. Compôs e orquestrou cerca de 15 peças entre concertos, suites e sinfonias.

 

Foi fundador do Som Imaginário um dos mais importantes grupos instrumentais do Brasil, e um dos integrantes do lendário Clube da Esquina.

 

Criou e dirigiu alguns dos mais emblemáticos espetáculos sinfônicos com grandes nomes da MPB: Milton Nascimento, Gal Costa, Nana Caymmi, entre outros.


Firmou parcerias com Paulo Moura, Egberto Gismonti, César Camargo Mariano, Milton Nascimento, seu parceiro desde a década de 1950. Com Milton, compôs um dos maiores sucessos da MPB contemporânea, “Coração de Estudante”.